início do conteúdo

NUMDI, Livro dos 10 anos do IFMT e Gestão de Riscos pautam 1º dia de reunião do Codir

Publicado em: Reitoria / 15 de Fevereiro de 2018 às 18:37

A apresentação do regimento geral do Núcleo de Estudos Afro-Brasileiro, Indígena e de Fonteira - Maria Dimpina Lobo Duarte, (NEABI/NUMDI), a publicação de um livro alusivo aos 10 anos do IFMT e uma discussão sobre o gerenciamento de riscos foram os assuntos abordados no 1º dia de reunião do Colégio de Dirigentes (Codir), nesta quinta-feira, 15, no auditório da Reitoria.

“Nesses dois dias congregamos os dirigentes de campi para promover os alinhamentos de trabalho necessários para 2018. Foi apresentada ao colegiado a nova estruturação do NUMDI, que deixou de ser gerenciado pelo Campus Pontes e Lacerda, passando a ser coordenado por um grupo de pesquisadores lotados na Reitoria, já com a ideia de que toda a instituição possa se envolver mais com essas questões”, explicou o reitor Willian de Paula.

Além do regimento foram elencadas as ações do núcleo para 2018, que consistem no mapeamento dos servidores, técnicos administrativos e professores que trabalham com essas temáticas; no mapeamento da comunidade externa para uma atuação conjunta com o NEAB da UFMT; no fortalecimento do grupo de pesquisas em relações étnico raciais e de fronteira e no fortalecimento das políticas educacionais, de pesquisa e de extensão voltadas a essas populações.

“O objetivo principal é apoiar as políticas de ação afirmativas para as populações negra, quilombola, indígena, de fronteira e migrante, sob o ponto de vista de combate a discriminação racial”, completou a pesquisadora do NUMDI, Maristela Guimarães.

A proposta da Reitoria de publicação de um livro em comemoração aos 10 anos do instituto, celebrado em dezembro de 2018, foi apresentada pelas jornalistas Juliana Michaela e Orismeire Zanelato. “Essa obra promoverá um resgate histórico dos 10 anos da implantação da Rede. Acredito que esse resgate representará um legado para as comunidades interna e externa sobre como vem sendo construída a educação profissional e tecnológica em Mato Grosso”, enfatizou o reitor.

A Gestão de risco foi o tema abordado pelo auditor da Auditoria Interna (Audin), Edson Nobre. “Fizemos um debate sobre gerenciamento de riscos, mostramos um modelo de matriz de risco que cada campus pode utilizar e prestamos orientações sobre como eles podem trabalhar em equipe utilizando a experiência dos servidores e das coordenações para elaborar e desenvolver essa matriz de risco”, detalhou.

O auditor lembrou que essa ferramenta é uma exigência do Tribunal de Contas da União (TCU) e do Ministério de Planejamento para todos os órgãos da administração pública. “Ela é importante para que seja possível evitar o desperdício de recursos e retrabalhos e reduzir ao mínimo possível os impactos dos riscos no setor público,” finalizou.

Marcadores: ifmt_1

início do rodapé

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso

Avenida Sen. Filinto Müller, 953 - Bairro: Duque de Caxias - CEP: 78043-400

Telefone: (65) 3616-4100

Cuiabá/MT